segunda-feira, dezembro 01, 2008

Ai o "meu" Benfica!...

  1. É impossível ganhar quando a intensidade de jogo que a equipa consegue manter durante a maior parte do tempo é tão demasiado baixa, só conseguindo jogar a um ritmo superior durante períodos muito curtos. Quando se passa para as competições europeias, onde o ritmo é outro, o problema torna-se ainda mais premente. Isto tem como resultado, na maior parte do tempo, conceder a iniciativa de jogo ao adversário e sobrecarregar, física e mentalmente, a defesa, que acaba a jogar sobre brasas e a cometer demasiados erros.
  2. Essa intensidade de jogo demasiado baixa é principalmente fruto da quase ausência de bolas ganhas no meio-campo adversário, por dificuldade em jogar em “pressão alta,” e do elevado número de bolas perdidas fruto de passes errados e de más opções de jogo, principalmente por parte um jogador como Carlos Martins. É atabalhoado e pouco inteligente. Pensa normalmente mal e, por isso, escolhe demasiadas vezes a pior opção. Não se percebe como, já desde os tempos do Sporting, tem “boa imprensa”.
  3. A inexistência de um defesa-esquerdo que saiba o que deve fazer em campo também não ajuda. Quando a isto se junta um guarda-redes fora de forma, tudo tem tendência a piorar.
  4. Preocupante.

4 comentários:

gin-tonic disse...

No mínimo precupante...
Nem a paragem natalicia permitirá pensar em algo de diferente que aconteça por ali...
Houve dias em que pensei que poderia ser este ano, apesar de tudo...
Passo a vida enganar-me com o raio do SLB...
Desta vez nem no suspeito do costume posso malhar...

JC disse...

Calma... Ainda estamos á frente do SCP e dos "tripeiros".

João Cília filho disse...

A juntar a tudo isso assinalo a falta de intelegência emocional da equipa e dos adeptos. São demasiados altos e baixos de confiança durante um jogo e de jogo para jogo. Como diz o Mourinho, nas equipas campeãs respira-se vitória no balneário. É isso que também falta ao Benfica, estar habituado a ganhar!

JC disse...

Dilema: mas só as vitórias criam esse hábito... Como consegui-las?