quinta-feira, junho 11, 2009

Florentino e os seus jogadores amestrados

Florentino Perez prepara-se, mais uma vez, para transformar o Real Madrid numa “troupe” de circo, uma espécie de Harlem Globetrotters do futebol em que cada um mostra as suas habilidades em espectáculos de demonstração contra “sparring partners” contratados. Mais do que um treinador, irá precisar de um “régisseur” para dar a entrada aos artistas, assim ao género do senhor François França do Coliseu dos Recreios da minha infância.

Michel Platini, com o qual estou frequentemente em desacordo, já viu bem o problema e fez diagnóstico correcto, esperando eu tenha um dia a coragem e os apoios suficientes para prescrever a cura: mais cedo ou mais tarde (espero bem que mais cedo), a UEFA terá que estabelecer regras sérias e de alguma equidade para a transferência e salários dos jogadores, evitando não só que milionários excêntricos levem alguns clubes à bancarrota, como também que a indústria e espectáculo futebolísticos percam a actual capacidade de atracção e degenerem fruto de demasiados desequilíbrios e de alguma falta de credibilidade assim gerada.

Vivamente, aconselha-se à UEFA uma leitura dos regulamentos da NBA.

4 comentários:

Gin-tonic disse...

Gosto da designação "trupe" de circo.
Embasbacdos irão perceber que o Criatiano Ronaldo, fora do Manchester, é aquele rapaz que aparece nos jogas da nossa selecção.

JC disse...

Não sou tão taxativo, Gin-Tonic. Mas veremos...

VdeAlmeida disse...

Ponto 1 -
Penso que CR cometeu um erro ao forçar esta transferência, uma vez que a sua carreira em termos futebolísticos nada ganhará. Mas fica claro que, acima da sua carreira, CR terá posto a sua situação financeira e isso ninguém lhe poderá levar a mal: cada um é livre de decidir as suas prioridades-
Ponto 2 -
O sr. Platini, geralmente só diz ou faz disparates. Ele é o caso da teimosia sobre a introdução dos meios tecnológicos. Ele é o caso de se imiscuir nas decisões judiciais (vidé caso FCPorto no último defeso), passando pelo desconforto de ser desautorizado. Ele é o caso (agora) de se imiscuir nos assuntos internos dos clubes, mormente em aspectos financeiros que não lhe dizem de todo respeito, quando para mais, sabe ele que propostas para regulamentar essa vertente (algo semelhantes às que regulam a NBA referida pelo JC), há muito foram feitas e "esquecidas" nos corredores da UEFA.
A vertigem de "moralização" de Platini é estranha, nomeadamente quando nos apercebemos que o fosso entre clubes ricos e clubes pobre tem sido cavado precisamente pela UEFA através de uma série de medidas discriminatórias e que não protegem os clubes formadores, em nome de um pretenso mercado aberto.
Meu caro JC, não se iluda com algumas afirmações de circunstância desse senhor. Os actos é que contam, e esses não têm sido merecedores de grande aplauso.
Para finalizar, e quanto ao CR, só tem que ter juízo e não se deixar levar pelo sorvedouro que é a "movida" madrilena.
No resto, no que diz respeito a dinheiros, que ninguém tenha pena dele. Se alguém achou que o rapaz merece 9 milhões ao ano...melhor para ele

Um abraço

JC disse...

Meu caro VdeAlmeida:
1. Deve estar todo satisfeito pois o seu clube ainda arrecada 2Mm e tal. Fez por os merecer e é justo que os receba.
2. Como eu próprio afirmo no "post", raramente estou de acordo com Platini, mas neste caso, pelo menos nas palavras, acompanho-o. Tb como digo, duvido passe fdas palavras aos actos.
3. O mercado livre, mormente a lei Bosman, trouxe grande progresso ao futebol e foi responsável pelo sucesso da Champions League e da Premiership. Por isso mesmo, estou em profundo desacordo com propostas como a 6+5 e outras que tais. Mas, claro, tem obrigatoriamente de ser regulamentado, não limitando a mobilidade por nacionalidades ou o acesso dos melhores clubes ás provas de topo (estes são, ou foram, os projectos de Blatter e Platini) mas via tectos salariais, controle efectivo às contas dos clubes, proteção aos clubes formadores e um regulamento de transferências que impossibilite que um milionário excêntrico contrate a seu bel-prazer.
4. O valor de CR, como o de Kaká,só atingiu estes nºs porque comprar a esse preço faz parte da própris essência do modelo de negócio de Florentino Perez. Estamos perante um caso em que comprar mais caro pode gerar um volume de negócios acrescido, numa espécie de efeito-ostentação.
5. A "movida" de Madrid já não e o que era. CR muda para o RM porque o seu passe ser vendido por quase 100MM tb faz parte do seu modelo de negócio (e o JM ganha uns 10MM!!!).
6. Quanto aos meios tecnológicos, como sabe sou cauteloso.
Abraço